terça-feira, 27 de outubro de 2009

Aaaaaaa Florzinha!

Giseli, Bisavovozinha, Katie e Vovozinha

O que já não se passou nestes 98 anos de vida, hein Bisavovozinha?!
Quanto de força, esses frágeis bracinhos, já não fizeram para segurar um netinho...
Quantos “pinheus” já não fizemos em suas mãozinhas enrugadas...
Quantas ocasiões, muitas já com os olhos lacrimejando de sono, não teve que contar repetidas vezes a história de São Francisco de Assis...
A batatinha frita com casca em São Vicente...
A cervejinha com croquete no Titô...
O macarrão com molho vermelho, tão vermelhinho, que pra ficar daquele jeito, deveria ser segredo de Vó mesmo...
Os cafézinhos de quarta-feira na casa da 38...
Ah! E o arroz-doce feito justamente quando a gente começava a dieta... e ai se não comêssemos!
Tudo acompanhado de M U I T A prosa.
Suas badaladas festas de aniversário, que de tão bem produzidas, mais pareciam festas de casamento... Era a “festa do casamento da Vó”...
Hoje olho pra essa gotinha de gente, e chego a ter certeza que ela vai virar semente. E eu creio, que dessa sementinha vai nascer uma linda roseira, com brotos perfumados e encantadores de almas.
Pra você Bisavovozinha, um presentinho em letra de música:

Maria, Maria
É um dom, uma certa magia
Uma força que nos alerta
Uma mulher que merece
Viver e amar
Como outra qualquer
Do planeta

Maria, Maria
É o som, é a cor, é o suor
É a dose mais forte e lenta
De uma gente que rí
Quando deve chorar
E não vive, apenas aguenta

Mas é preciso ter força
É preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca
Maria, Maria
Mistura a dor e a alegria

Mas é preciso ter manha
É preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele essa marca
Possui a estranha mania
De ter fé na vida....

Um comentário:

Dona Amanda disse...

Só que eu queria bolo...